G-P2K8C8QL2D [PORT] Ativismo da ZWY no Rio por um Carnaval mais sustentável!

[PORT] Ativismo da ZWY no Rio por um Carnaval mais sustentável!

Updated: Apr 27

Carnaval é uma festividade reconhecida pela sua energia positiva e alegria, nosso objetivo era abordar o tema da sustentabilidade de maneira única e divertida .


O carnaval é o feriado mais popular do Brasil. É uma manifestação cultural que acontece em todo o país e reúne milhares de pessoas nas ruas. Durante o Carnaval, os amigos se reúnem para celebrar a vida com fantasias criativas, música boa e, claro, cerveja e bebidas!


Infelizmente, devido às enormes proporções desses eventos, o gerenciamento de resíduos é atualmente um grande problema. Em 2019, de acordo com a “Agência do Brasil”, a Empresa Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) removeu em média cerca de 75 toneladas de lixo das ruas por dia durante o feriado de carnaval no Rio de Janeiro. O Rio é uma das maiores referências mundiais do Carnaval, é o destino da época para turistas e amantes das festas. Por isso, em 2020, a equipe Zero Waste Youth Brasil se reuniu com o Cordão do Boitatá, um dos maiores blocos de rua do Rio de Janeiro, em busca de soluções para um Carnaval mais sustentável!


Para mudar essa realidade, concentramos nosso trabalho em atividades de educação ambiental antes e durante o evento, com o objetivo de reduzir a geração de resíduos. Além disso, também trabalhamos na estratégia de proporcionar o destino certo para os resíduos produzidos, evitando a disposição final em aterros sanitários.




Atividades de Educação Ambiental


A primeira atividade de educação ambiental foi a criação de um “Manual do Folião Consciente”, que foi compartilhado antes do evento com dicas de como gerar menos resíduos durante o festival. Para criar uma atmosfera de conscientização ambiental, utilizamos sobras de madeira e as transformamos em placas com mensagens educativas e divertidas, como: "+ amor - lixo"; "bituca não é semente", entre outras. Devido à poluição constante das bitucas de cigarro, colocamos garrafas PET decoradas e espalhamos pelo espaço dos eventos.


Para trazer sustentabilidade de uma maneira divertida, também nos vestimos com roupas feitas de resíduos para inspirar e envolver as pessoas ao nosso redor, assim como fizemos uma ação de limpeza, dançando e nos divertindo.



Todo o lixo coletado foi destinado a estações de triagem, onde trouxemos visibilidade aos resíduos gerados e também valorizamos o trabalho dos catadores. Optamos por contratar uma Cooperativa de Catadores, composta majoritariamente por mulheres.


Outra solução que exploramos para reduzir a quantidade de resíduos gerados - e também como um ato político sobre a crise da água no Rio, foi a criação de uma estação de abastecimento de água por refil para evitar a geração de garrafinhas plásticas e proporcionar água limpa acessível para todos.


Gerenciamento dos resíduos gerados


No total, os dois eventos em que atuamos reuniram mais de 90 mil pessoas e cerca de 2,3 toneladas de resíduos foram coletadas. Sem esse projeto, quase todo esse “lixo” seria destinado ao aterro sanitário - mas, em vez disso, 90% desse material foi destinado à reciclagem por meio das Cooperativas de Catadores. Os resíduos, que antes eram lixo, foram transformados em recursos, gerando empregos e renda para várias famílias.


Encerramos este primeiro grande projeto de 2020 com o sentimento de missão cumprida. O resultado foi inspirador, com um efeito dominó positivo para a construção de um carnaval mais sustentável! Nada disso teria acontecido sem o apoio de nossos parceiros incríveis - deixamos aqui também um agradecimento especial ao Cordão do Boitatá, Saúva, Soul Traveler, Muda Outras Economias, Bullying do Bem, Akom Studio, Coletivo Lixo Zero RJ, Route Brasil, Agência Água and Magikk.


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Autora: Laís Vidotto

Estudante de Engenharia Ambiental

Amante da Natureza e Inovação

Ativista Socio-ambiental

0 views
Get Monthly Updates